Tem coisa melhor que um bom filme? Talvez, mas não são muitas.

Você aperta play, louco para ver o filme.  Comprou o DVD na loja, com imposto e nota fiscal, mas precisa aguardar a solene exibição – às vezes em vários idiomas – dos alertas do FBI (FBI?) e da Interpol, segundo os quais é crime vender, emprestar ou sonhar com o filme sem pagamento adicional. Pondera que se o filme fosse pirata começava mais rápido, mas enfim…

Segue-se a informação de que a distribuidora e suas afiliadas até o décimo-terceiro grau não são responsáveis pelas opiniões do Batman sobre os trejeitos do Robin. Num mundo em que a liberdade de expressão caiu vítima do patrulhamento ideológico, a ressalva é talvez razoável, além do que os advogados precisam ganhar a vida!

Vem a primeira vinheta, a segunda, dependendo do número dos produtores e do ego de cada um deles, várias outras.  Sua paciência meio no fim, você começa a apertar DVD Menu, na tentativa de ver a parte que lhe interessa do filme que comprou. Sorry, a função não está ainda disponível.

É preciso, às vezes, assistir a uma meia dúzia de trailers (alguns incompatíveis com a faixa etária do público alvo do seu filme) e, pior, aos filminhos que comparam o comprador de filme pirata ao traficante de drogas, para horror de seus altivos familiares, com troco em munição… Só que o filme que você comprou não é pirata! Se fosse, não incluiria nada do que você viu até agora.

Finalmente vem o menu. De acordo com a criatividade da distribuidora, teremos que ver até minutos de imagens que se sobrepõem (algumas revelando cenas que preferiamos ver na cronologia certa), com emocionante música de fundo, até que o disco brilhante nos libere, finalmente, o acesso ao nosso objetivo inicial.

Não me entendam mal. Nunca comprei um filme pirata, nem pretendo. Não fosse o respeito aos legítimos direitos autorais, seria o pragmatismo de quem gosta muito de filmes: se a indústria não lucrar com a exibição, não vai produzi-los, e os navios que ficaremos a ver serão exibidos em papel.

Então fica combinado: eu respeito os direitos de quem faz e eles respeitam os direitos de quem vê. Acesso direto ao filme já!

Imagem: As logomarcas nessa composição são de titularidade dos respectivos proprietários, obtidas na Internet e usadas com base nas disposições de uso aceitável para fins de crítica ou comentário da legislação norte-americana. © Logos in this picture are copyright of The TimeWarner Company (Castle Rock, New Line Cinema & Warner Bros. Pictures), 20th Century Fox, Metro Goldwyn Mayer (MGM), Viacom (Paramount), DreamWorks, Miramax Films and Lakeshore Entertainment. Images from the Internet used under fair use provisions for commentary or criticism of US Trademark Law.