Les Mis

Há 23 anos em cartaz no West End e 22 na Broadway, Les Misérables é um dos musicais de maior sucesso em todos os tempos. Composta por Claude-Michel Schönberg, com letras em inglês de Herbert Kretzmer, sobre o libretto em francês de Alain Boublil, a peça é baseada na obra homônima de Victor Hugo, publicada em 1862.

Quando parecia impossível aumentar o sucesso do show, a inesperada e subestimada aparição da escocesa Susan Boyle em um programa de talentos na televisão, interpretando “I Dreamed A Dream”, uma das mais belas canções da peça, combinada com a divulgação sem precedentes alcançada pelo vídeo da apresentação no YouTube, revitalizou o espetáculo que está fadado a continuar superando, em público e longevidade, todas as outras grandes produções.

A performance trouxe também o debate sobre a melhor interpretação dessa emocionante canção. De Patti LuPone e Randy Graff, primeiras intérpretes de Fantine nas produções inglesa e americana, passando por Laurie Beechman, Debra Byrne, Daphne Rubin-Vega e a atual titular do papel em Londres, Rebecca Seale, às fantásticas Lea Salonga e Ruthie Henshall, além de inúmeros covers ao longo dos anos, como Petula Clark (em Paris), a canadense Allison Crowe, Dame Kiri Te Kanawa, Gunilla Backman, Susan Egan, Judy Khun (em 1988, para os Reagans, na Casa Branca) e muitas outras, as versões e vozes compõem um fascinante menu de talento e emoção que vem polarizando as opiniões.

Infelizmente, alguns dos clips disponíveis no YouTube deixam a desejar em qualidade, sobretudo os mais antigos ou gravados das platéias, mas os links estão aí para o deleite dos interessados.

Minhas versões favoritas são cinco:  Laurie Beechman, que teve o papel no primeiro tour de Les Mis pelos EUA, em 1990; Ruthie Henshall, na apresentação comemorativa dos 10 anos da peça, no Royal Albert Hall, em Londres (legendada); Elaine Paige, celebrando 40 anos de palco (8 Mar 2009) no Theatre Royal Drury Lane; a linda neo-zelandesa Hayley Westenra, considerada a cantora com o perfect pitch (2002); e, por justiça, a amadora Susan Boyle, aqui na final do programa, em que acabou perdendo para um grupo de dançarinos.

Fique à vontade para comentar ou dar sua opinião.

Foto: greennlonely, “Les Mis”, Flickr, 30 Dec 2006, Creative Commons (BY-NC-SA)